29 de jul de 2008

O Amor - Estação da Paz

O amor chama por ti, dia e noite, solitário em sua própria luz.
Quer iluminar teu ser, dançar, brincar aos arredores
da tua alegria, do teu silêncio, da tua natureza.
Observa como é doce, como é calma a presença do amor em ti.
Observa com que gentileza segura tuas mãos a mostrar-te
do que é feita a realidade de um ser valioso como ti...
Quantas cores, quantos movimentos, quanta graça existe
em cada momento que doas a este fiel companheiro.
Um companheiro que não é deste mundo, mas que te conhece como ninguém.
Sabe o que é preciso para que a harmonia se instale e a vida expanda flores de primavera.
Deixa que ele possa te guiar, deixa que ele possa te ensinar,
deixa que ele possa te mostrar o que está acima de todas as coisas,
pelo simples fato de ser o que É.