8 de mai de 2015

Ser discipulo do Amor

                              Júlio Lázaro Torma*
                                       " Deus é Amor"
                                             ( I Jo 4,8)
  No inicio do seu Evangelho o apóstolo João nos lembra as palavras de Maria para nós;" Fazei tudo o que ele vos mandar" ( Jo 2,5).
    Nos últimos finais de semana nos é apresentado por Jesus algumas revelações sobre Ele como o " Bom Pastor" ( Jo 10,11-18) e como a videira( Jo 15,1-8) e agora ele nos deixa o seu testamento espiritual,para a comunidade e todos aqueles que deverão futuramente segui-lo.
   O episódio acontece pelas ruas de Jerusalém e debaixo de alguma oliveira milenar do monte das oliveiras após a ceia pascal,pois de João 15,1-16,33 são as últimas  instruções antes da oração sacerdotal e da tragédia de sua paixão e morte violenta na cruz.
   No seu testamento Jesus nos pede para vivermos no seu Amor:" Amai-vos uns aos outros, assim como eu vós amei" ( Jo 15,13) e o mesmo evangelista João nos recorda que " Deus é Amor" ( I Jo 4,8).
   Onde a comunidade é chamada a viver e dar o seu testemunho de amor entre todos os homens, religiões, culturas e a criação.
   O fruto que a comunidade é chamada a produzir é o amor.Ora Jesus não quer uma adesão de servos que obedeçam a um senhor, mas uma adesão livre, de amigos e de irmãos.E a amizade é dom: Jesus é o amigo que dá a vida pelos amigos.A missão da comunidade não nasce da obediência a uma lei, mas do dom livre que participa com alegria da tarefa comum, que é testemunhar o amor de Deus que quer dar vida.
   Como podemos dizer que amo a Deus que não vejo, se não amo o irmão que vejo e que esta ao meu lado?
    Então falsa é a minha fé e como nos fala os apóstolos Tiago e João de que " a fé sem obras é morta" e " que não amemos com palavras e de boca, mas com ações e de verdade" ( Tg 2,26;I Jo 3,18),que exige que nós deixamos o nosso orgulho e o nosso " eu".
   Pois não existe amor maior do que dar a sua vida pelo irmão.Quando a gente ama, nós nos esvaziamos de nós mesmo, renunciamos pelo amor que temos e sentimos por aquela pessoa que nos afeiçoamos, como a mãe que renuncia a sua juventude e a sua vida pelo amor que nutre pelo seu fruto e que ama,amanta, alimenta,cuida, protege,renunciando vários momentos de sua vida.
   O verdadeiro cristão é o discípulo do amor, ele é movido por grandes sentimentos de amor e a exemplo de Jesus, ele se põe a serviço e é capaz de doar a sua vida pelos irmãos.
   Pois quem ama " nem o medo me detém.É hora de assumir.Morro por uma justa causa" ( Pe. Josimo Morais Tavares), se for possível defende a vida ameaçada pela perda de direitos e de melhores condições de vida,dando a sua própria vida.
   Um dos maiores gestos de amor é a política, não devemos nos eximir da nossa responsabilidade e participação política,se não participarmos ela será usada em beneficio próprio de alguns. Nós cristãos devemos dar o nosso testemunho de amor e serviço,pois o maior ato de amor é a política, a busca do bem comum para todos e não para si próprio.
    Faço um apelo ao governador Beto Richa e aos secretários estaduais, deputados estaduais e federais do Paraná,há todos os membros do PSDB que peçam publicamente perdão aos professores estaduais e que revejam ( conversão), de suas atitudes com os professores e a população paranaense e que dialogam com o seu povo.
   Amar é renunciar os nossos projetos, saber ceder e não nos impor ao outro,aceitar " perder" a si mesmo. Na vida conjugal, no namoro, pais e filhos, entre amigos e não nos esquecemos de que " eu quero você", seja prorrogado por um " eu quero que você seja você".
   Amar alguém como Cristo nos ama é muitas vezes a ajuda para nos libertar.Morte para o " eu",o sofrimento por vezes para atravessar, mas na fé que gera alegria.
   " Ao contrário, reconheçam o coração o Cristo como Senhor,estando sempre prontos a dar a razão de sua esperança a todo aquele que pede a vocês, mas com bons modos, com respeito e mantendo a consciência limpa.Assim,quando vocês forem difamados em alguma coisa,aqueles que criticam o bom comportamento que vocês têm em Cristo ficarão confundidos" ( I Pd 3,15-16). Amém.
            ______________________
  * Membro do colegiado da Pastoral Operária

Nenhum comentário: