10 de dez de 2012

Que Queres


"Que queres que te faça? Respondeu ele: Senhor, que eu veja." (Lucas 18:41)
Eu sou fã do tal do Bartimeu, nem tanto por ele ser cego ou por ter gritado em busca do seu milagre, mas porque ele sabia claramente o que queria. Isso com toda certeza pouparia muitos de nós de muita encrenca e incomodação. O povo parece que não sabe mais para onde ir nem o que fazer, daí quando chega o momento do Encontro com Jesus fica gaguejando e não sabe o que quer. O milagre ali em sua frente, mas não consegue nem dizer o que quer.
Meu querido, é preciso saber o que se quer para saber quando se consegue. Aquele cego poderia ter pedido uma esmola gorda, poderia ter pedido tanta coisa mas ele queria realmente era ver. Tenho visto e convivido com tantos cegos que não sabem o que querem. É triste mas é real.
Mas, se prestarmos atenção nesta história, vemos um detalhe tão importante e tão negligenciado: Jesus perguntou ao cego o que ele queria, por óbvio que fosse a resposta. As vezes eu fico indignado quando alguém me trata como criança ou me faz perguntas que não tem sentido para mim. O cego Bartimeu não, ele respondeu aquela pergunta com toda seriedade de sua vida, não poderia ser diferente, não poderia ser em outra hora, seu milagre estava ali.
Será que nós não temos deixado de ser abençoados por Deus algumas vezes (ou muitas) simplesmente por não entender a pergunta? Por vir pela boca de alguém que não consideramos ser o 'ideal'? Ou porque, para nós, ela nem mereça ser respondida?
Trata-se de humildade sim, mas principalmente de foco, e não foco no problema mas foco na solução. Jesus perguntou e Bartimeu sem gaguejar respondeu, pois estava claro para ele o que ele queria, o que ele precisava, o que ele buscava. Se você busca por um milagre, não desista, não pare de gritar pelo Filho de Deus, mas esteja preparado para que, quando a resposta vier, você saiba exata e claramente o que quer.
Não se trata de saber como, mas de saber o quê.
"Pai, ajuda-me a ter pensamentos claros, saber o que eu quero, livrar-me da confusão. Eu poderia pedir tanta coisa, mas não seria realmente importante. Me ajuda."
Mário Fernandez

Nenhum comentário: