7 de dez de 2012

Abrir novos Caminhos

                                           Júlio Lázaro Torma*
                                     " Preparai o caminho do Senhor,endireitai suas veredas"
                                                                                               ( Lc 3,4)
    Neste Segundo Domingo do Advento,tempo de Esperá da chegada de Nosso Senhor Jesus Cristo, celebramos a Paz e a Conversão,onde lembramos São João Batista,o último dos grandes profetas do Primeiro Testamento.
  João Batista é o elo do movimento profético e Jesus de Nazaré,entre a Primeira Aliança feita entre Deus e o povo hebreu e a Nova e Eterna Aliança entre Deus e a humanidade feita através de Jesus de Belém ou Jesus de Nazaré.
  Lucas nos situa no tempo histórico do povo de Israel e a História da humanidade.No 15º ano do reinado do imperador Tibério,aparece um certo João Batista.
  As hostes romanas invadem a Palestina no ano 63 a.C,com a queda do império grego e o desgastes dos governos dos Macabeus Asmoneus.
  O Imperador romano Tibério ( 14 a.C-37 d.C), durante a dominação romana, a Palestina havia vários movimentos proféticos,messiânicos e revolucionários principalmente na Galiléia.
  Na Judéia era governada por Arquelau( 4 a.C-6d.C) o sangüinário filho de Herodes o Grande,que é derrubado pelas hostes romanas no ano de 6 d.C, José e Maria por causa de Arquelau vão para Nazaré ( Mt 2,22-23).
  A Judéia se converte numa província romana e Pôncio Pilatos é governador( 26-36 d.C),durante este período ocorre levantes populares,como a de Barrabás ( Mc 15,7) e a rebelião dos judeus que é violentamente reprimida nos próprios átrios do Templo ( Lc 13,1-5).
  Como escreve São Paulo, " quando veio a plenitude dos tempos"( Gl 4,4;Ef 1,10), isto significa que Deus preparou a humanidade para receber Jesus e cuidou de seu povo,de Jerusalém e do Templo,conservando a unidade nacional e religiosa.,para não ser destruída.
  Lucas nos mostra que Jesus e a sua mensagem não está alienada, alheia e desintegrada da caminhada e da história dos homens,mas faz parte do espaço e do tempo.
  As primeiras comunidades cristãs" viam no Batista,o profeta que preparou o caminho de Jesus.Por isso ao longo dos séculos, o Batista se há convertido em uma chamada que segue urgentemente a preparar caminhos que nos permitem a acolher Jesus entre nós"( José Antonio Pagola).
  Somos como Igreja," Povo de Deus",ao arrependimento( metonoia), a fazer uma mudança.Mudança está de atitudes e gestos,que não devem ser só de palavras, como falamos", " eu vou mudar", " neste novo ano tudo vai ser diferente".
  Pintamos e arrumamos a nossa casa, enfeitamos a nossa casa material,compramos roupas nova, mudamos de visual,estética, mas praticamos as velhas ações e trilhamos velhos caminhos.
  Vivemos num " deserto" ou " mundo do irreal", em que falamos de mudança, mas não fazemos nada para mudarmos,pode ser eu com eu, eu com a minha familia, eu com a comunidade.
  Para recebermos jesus a nossa PAZ,devemos mudar a nossa atitude, para com o próximo e principalmente para comigo mesmo.Não adianta mudar meu visual, o corte de cabelo, pintar o cabelo,colocar as melhores roupas e dar lindos presentes,fazer lindas ações assistencialistas motivadas pelo espírito natalino que contagia a todos.
  Se eu me fecho ao irmão, despresso o Cristo que vejo no outro que sofre e bate em minha porta e julgo mau o outro.
  Devo preparar o caminho, mudar as minhas atitudes,minha vida e ver no outro como um irmão e irmão, o outro eu, que tem sentimentos e só assim ao me abrir a realidade que me cerca estarei de fato me abrindo ao CRISTO QUE QUER NASCER NO MEU CORAÇÃO E NA MINHA VIDA.
  Para Cristo não há distinção todos somos chamados a conversão, mudar de vida,todos somos vocacionados a salvação e a viver o seu Amor para conosco.
                       Bom final de semana e boa meditação
                            Lc 3, 1-6
________________________
  * Membro da Equipe Arquidiocesana da Pastoral Operária de Pelotas/ RS

Nenhum comentário: