12 de mar de 2013

A Responsabilidade do Conclave

                                   Júlio Lázaro Torma*
   Nas próximas horas de terça-feira,( 12 de Março), as 10 hs de Roma e as 6 hs da manhã de Brasília, estará iniciando o Conclave que elegera o próximo sucessor do Apóstolo Pedro.
   Olhando os últimos dias a imprensa e a mídia em geral,como a opinião pública tem tratado o conclave.
   O conclave tem parecido como se fosse a copa do mundo ou final de campeonato,algo em que não é.
   O Conclave não é um desfile de moda,Concurso de beleza( Garota Verão),escolha da Rainha da Fenadoce,Miss Universo,Final do BBB, da Copa do Mundo ou de uma eleição no Brasil.Onde todo mundo dá o seu palpite e torce para determinado candidato.
  A questão do conclave é muito complexa,de suma responsabilidade, além de ser um cargo de suma importância, para quem for escolhido.Bem como para os 115 cardeais eleitores de 48 países, que deverão escolher aquele que que será o rosto da visível da Igreja.
   Aquele em que além de administrador, ser´´a o porta voz,onde os holofotes da mídia mundial estar de olho nele o tempo todo.Mesmo numa época em que vivemos em relação a Igreja,uma indiferença, abandono, ela ainda tem muito crédito.
   As palavras dele ou seus gestos tem suma importância e influência na opinião pública mundial,mesmo com a crescente descristianização, evasão de fiéis em países e continentes de forte tradição católica como Itália, Polônia, Alemanha, Irlanda,Portugal, Espanha, França, México e Brasil...
   Como nos fala aquela anedota sobre a Conferência de Yalta ( 1945), entre Josef Stálin, Winston Churchill e Franklin Delano Roosevelt. Onde Winston Churchill propõe convidar o Papa Pio XII ( 1939-1958),para participar das conversações e Stálin,pergunta;" Quantos aviões,tanques e soldados o Papa tem?"
   O Papa não tem um poderoso exercito, mas tem um rebanho a ele confiado de 1,2 bilhões de fiéis em todo mundo desde Roma até as regiões mais remotas do planeta,onde a mídia e a tecnologia não chegaram.
   onde a fala do Papa sobre a Paz, Justiça e temas polêmicos em voga na humanidade como de origem moral e científico, no caso do divórcio, aborto,eutanásia, casamento igualitário e avanços científicos como clonagem, uso de células tronco...
   A sua opinião além de influenciar os 1,2 bilhões, tem influência nos outros 5 bilhões de moradores do planeta.
   Pois a Igreja esta em todas os rincões sua opinião pública tem peso nos governos,parlamentos e na vida cotidiana das pessoas diferentes de crenças ou não.
Bem mais do que a opinião do presidente da O NU,de super potências como a China ou Estados Unidos da América.
   Além da opinião, o eleito pelo conclave tem sobre si, uma responsabilidade de zelar a fé, e de uma tradição de quase dois mil anos iniciada na manhã de Pentecostes no cenáculo de Jerusalém ( At 2), e como exorta o Apóstolo Paulo, além do candidato saber que esta " desejando uma função sublime"( I Tm 3,1); além de ser" firmemente apegado a  doutrina da fé tal como foi ensinada,para poder exorcitar segundo a sã doutrina e rebater os que a contradizem " ( Tt 1,9), ou como fala Jesus a Pedro sobre as chaves ( Mt 16,19;Jo 21,15).
   Além de ter uma forte influência na opinião pública mundial, ser guardião e zelador da fé e de uma tradição milenares, além de saber lidar com interesses de lobbys poderosos dentro e bem como externamente que ameaçam a unidade da IGREJA.
    Tenho acompanhado os debates e palpites dos chamados " formadores de opinião" ou palpiteiros de plantão,vejo muitas desinformação, sarcasmos e sarros.
   Onde levam o conclave para o final da copa do mundo, ou como se fosse o final da novela das 21 hs ou de algum reality-show, algo em que o conclave não ée nem tem esta função.
   Os cardeais tem a responsabilidade de representar( não a si próprio), mas cada fiel da Igreja local á ele confiado.além do eleito pelos 114 cardeais saber de sua total e absoluta responsabilidade na administração e condução da Igreja no seu Pontificado.
__________________
  * Membro da Equipe Arquidiocesana da Pastoral Operária de Pelotas/ RS

Nenhum comentário: