20 de mar de 2015

Olhar o Cruzificado

                                 Júlio Lázaro Torma*
                                    " Se o grão de trigo cair na terra e morrer
                                      produzirá muitos frutos"
                                                 ( Jo 12,24)
        No itinerário de nossa caminhada na estrada de Jesus com Ele para Jerusalém na grande semana, na semana das semanas da Entrega, Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.
   Somos chamados a olhar o Crucificado e a ver Jesus pelas comunidades do' ' Discípulo Amado".
    No Evangelho vemos que os gregos, os pagãos se aproximam dos discípulos e pedem a Felipe e André para verem Jesus e pedem: " Queremos ver Jesus". Esse é o pedido dos pagãos e ao mesmo tempo o nosso pedido de podermos contemplar o seu lindo olhar, " onde aflitos te procurávamos" ( Lc 2,48) e sedenta está a minha alma em tua procurá ó Senhor.
   Hoje como outrora diante dos discípulos, quantas pessoas procuram e batem nas portas de nossas comunidades em busca do Senhor Jesus?. E nós enciumados e achando que somos os donos de Jesus, como se Ele fosse nossa propriedade privada, não queremos e não deixamos que os outros se aproximem dele, como Ele mesmo havia nos falado;" E Eu, quando for elevado da terra, atrairei todos a mim" ( Jo 12,32).
    Ele no alto da cruz, com o " seu rosto desfigurado, sem beleza para cativar e atrair" ( Is 52,14), nos atrairá todos a si á onde nos queremos vê-lo e deixar ser tocado pelo seu olhar pois como nos fala o Papa emérito Bento XVI; " como " Cristo atrai a si", com a força do seu amor, que culminou no sacrifício da cruz, assim a Igreja cumpre a sua missão á medida que associada a Cristo cumpre a sua obra" ( Homilia do Papa Bento XVI na missa de abertura da V CELAM em Aparecida).
     Como na pequena parábola do grão de trigo, caído na terra, dá frutos" ( Jo 12,24), assim é Jesus que como o grão de trigo plantado frutifica, após o seu martírio, a mensagem de Jesus se espalha para toda a humanidade e todos nós pela sua graça seremos atraídos a Ele, aquele que foi transpassado.
    Ao sermos atraídos e queremos ver Jesus, como cantemos em nossas comunidades: " Queremos ver Jesus, queremos, Queremos ver Jesus, queremos! Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida". Onde ao " queremos ver Jesus, e com Ele sempre, seu rosto contemplar", nós queremos ouvir as suas palavras e caminhar nos seus passos na estrada de Jesus, caminhar com Ele.
    Ao ver Jesus, fazer a experiência pessoal, comunitária com Jesus é deixar " criar em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido" ( Sl 50,12), é deixar ser movido pelos mesmos sentimentos e atos em que Ele teve e pensar, " o que Jesus faria se estivesse aqui? ou no meu lugar?".
    Ao comungar nós queremos dizer que eu estou disposto a fazer parte da vida de Jesus, aceito segui-lo e viver o seu projeto de vida e correr o risco de ter o mesmo destino e nos por a serviço e a serviço do outro.
    Principalmente as faces desfiguradas de Jesus, em que o encontramos nos crucificados nas ruas, avenidas, praças, calçadas, calçadões e periferias de nossa cidade e " que não tem nem graça, nem beleza para cativar e nos atrair" e que " ele esta presente neles" ( Is 52,14;Mt 25,31- 46), nos chamando a dura realidade.
    E vemos Jesus na Palavra de Deus, na Celebração Eucarística, no Amor as pessoas principalmente nos mais pobres, onde Ele revela o seu Amor infinito para conosco.
           Boas Meditações e bom final de semana
                 Jo 12,20-33
___________________________
       * Membro do Colegiado da Pastoral Operária Nacional

Nenhum comentário: