24 de abr de 2013

Papa Francisco reabre a causa de beatificação de dom Oscar Romero

23/04/2013 | Jaime C. Patias
O papa Francisco decidiu retomar o processo de beatificação do arcebispo de San Salvador, dom Oscar Arnulfo Romero, que se encontrava arquivado desde 1997, quando começou o processo. Romero foi morto por um franco-atirador em 24 de março de 1980 enquanto presidia a uma missa na capela do hospital de San Salvador.
Considerado um mártir da Igreja dos pobres e da teologia da libertação, dom Oscar Romero foi assassinado por seu compromisso com os excluídos, contra a desigualdade social na América Latina e a violência da ditadura de seu país. A causa de beatificação estava parada porque, para setores conservadores da Igreja a mensagem de Romero tinha uma certa carga de orientação política.
Segundo o jornal italiano "La República", o defensor da causa, dom Vincenzo Paglia, presidente do Conselho Pontifício para a Família, anunciou que "a causa de beatificação foi desbloqueado". A informação da conta de que o anúncio foi feito em Molfetta, perto de Bari, na Itália por ocasião da celebração do vigésimo aniversário da morte de dom Tonino Bello, bispo presidente da Pax Christi, que também se encontra em processo de beatificação.
O arcebispo, membro da Comunidade de Sant'Egidio, disse que Romero "poucos meses antes de sua morte nas mãos de esquadrões da morte" havia afirmado que o Concílio Vaticano II pedia a todos os cristãos para serem mártires, ou seja, dar vida e às vezes dar o sangue, mas todos são convidados a dar a sua vida".
Romero, embora proveniente de uma ala conservadora da Igreja e perto da Opus Dei, nunca deixou de denuncuar os esquadrões da morte militares e paramilitares pelo assassinato de adversários políticos.
Fonte: www.oclacc.org

Nenhum comentário: